Fortaleça a confiança. Ela é uma parte fundamental de qualquer relação, e há maneiras de desenvolvê-la aos poucos. Ao suspeitar de que a pessoa está aborrecida, escolha se aproximar dela e não se afastar. Trate-a de um modo gentil, bondoso e compreensivo. Não fique na defensiva e tenha empatia.[14] Essa atitude é muito importante principalmente se você quiser fazer algo e perceber que a pessoa precisa de apoio. Tome a decisão de apoiá-la e deixe as suas necessidades de lado por um tempo.
Está se reconhecendo aí? A verdade é que no fundo, nós somos todos egoístas uns com os outros. A gente ama sim, desde que a pessoa faça isso ou aquilo, seja isso ou aquilo. Tiramos a legitimidade do outro ser o que é e mesmo assim esquecemos que a pessoa que queremos de volta ou que gostamos, é uma idealização da nossa cabeça e uma projeção totalmente nossa.
Muitos profissionais garantem que nessa hora possivelmente um ex que esteja sem saber da pessoa, volte a querer saber dela, ligar, procurar nas redes sociais etc. Eles afirmam que se você quer voltar o namoro ou o casamento e deseja que a nova relação seja duradoura, é muito importante SER FIRME E IGNORAR esse contato por pelo menos, como expliquei acima, 30 dias. Portanto, simplesmente finja demência e não responda absolutamente nada se isso acontecer com você.
Perder a pessoa amada é uma fase muito difícil em que um turbilhão de emoções se misturam e, agir por impulso passa a ser muito provável. As tentativas de voltar o namoro geralmente são irracionais e causam resultados contrários ao esperado. Correr atrás, chorar, implorar e outras ações típicas do inconformismo não ajudam em nada, só causam mais sofrimento e o afastam cada vez mais de você.
Admita seus erros. É preciso se perdoar por seu papel no término e seguir em frente para pedir perdão. Ao ficar nervosa e dizer coisas da boca para fora, controle-se e peça desculpas sinceras. Não há nada de fraco em se desculpar; pelo contrário, você demonstrará força e caráter. Tome cuidado apenas para não se desculpar da boca para fora. Uma desculpa falsa é pior do que não pedir desculpa.
Se você acha que será impossível lidar com as emoções dessa fase sozinha, um dos especialistas em voltar com o ex, o mestre Gabriel Vilela, pode te ajudar e te dar toda tranquilidade e suporte nessa hora. CLIQUE AQUI e conheça o trabalho dele. Muitas leitoras do UNIDAS DA FOSSA realmente conseguiram reatar os seus namoros e casamentos graças a ele.
Pedir desculpas é uma das ações necessárias entre os passos de como consertar um relacionamento que está quebrado. Ele também expressa a sua sinceridade na cura novamente o relacionamento. Se você cometer o erro e realmente valorizar essa relação, você deve manter seu ego de lado e pedir desculpas ao seu parceiro. Seu ego pode se tornar a causa para o relacionamento quebrado se você deixar o seu ego para cima.
Não se esqueça de dedicar tempo ao seu desenvolvimento pessoal. Concentrar-se exclusivamente no relacionamento pode ser bastante tentador, mas você também deverá desenvolver os próprios interesses, já que poderá contribuir muito mais para o relacionamento se for uma pessoa independente. Portanto, passar algum tempo longe do seu parceiro também é importante.[30]
Pense o seguinte. Uma relação é como uma conta bancária. Cada vez que você discute é como se estivesse tirando dinheiro da conta, e quando tem boas experiências, é como se estivesse fazendo um depósito. O importante é ter em conta o saldo positivo, mais depósitos e menos gastos, certo? Então responda para você: a sua relação era de mais saldos ou mais despesas? Vale a pena voltar com ele?

Muito parecido com o anterior, a ideia é que durante conversas mais longas, você mostre o valor que ele tem. Por exemplo: você pode falar que agora que está longe dele, já não tem quem te ajudar com as tarefas do computador ou com quem conversar sobre as séries. Pense em algo que faça sentido na conversa e aposte nisso para que de forma sutil, mostre que ele foi e é importante.
A primeira coisa que entre os passos sobre como consertar um relacionamento que está quebrado é o de compreender a causa. Normalmente, existem muitas razões para um relacionamento quebrado. Então, você precisa saber o que são, a fim de tentar corrigi-lo. Você precisa pensar em todas as coisas como a extensão, as mudanças em seu relacionamento. Você também precisa avaliar as razões para os problemas e observar o seu parceiro também. Você pode saber que você está faltando alguma coisa. Desde então, você pode entender muito mais sobre seus problemas em outros aspectos a pensar na solução.
Se sentir que não consegue controlar o nervosismo, evite ao máximo estar no mesmo ambiente que ele. Quando estiver perto, não encare e não fique em volta. Tente enxerga-lo como um simples amigo e agir naturalmente para que o plano funcione com eficiência. Lembre-se que todo o sofrimento será recompensado quando você puder abraçá-lo novamente com a certeza de que, dessa vez, nada mais vai dar errado.
Porém, se você não procurá-lo e não mostrar interesse em saber sobre o que ele está fazendo, a atitude pode causar um efeito contrário: ele fica intrigado e quer saber se você está chorando as pitangas ou se já esqueceu. Você não precisa se afastar para sempre, mas pelo menos no primeiro mês, tire um tempo para si. Não procure ele, não tente saber da vida dele e, se encontrar um amigo em comum, finja que está tudo bem. As notícias vão chegar para ele e a reação será pensar mais em você e se perguntar se tomou a decisão certa.
Oi.meu ex terminou cmg há 2 meses. Temos um filho juntos. Ele vem sempre ver o bebê o q dificulta eu me afastar. Um dia eu falei pra ele q a gnt n ia se ver mais pq iríamos ter uma recaída e quando ele viesse ver o nosso filho eu ia mandar outra pessoa entregalo, fiquei sabendo q ele entrou em desespero.! Ele olha pra mim diferente, sempre puxa mt assunto quando vem aqui em casa.estou deixando ele pr lá. Mais ainda gst mt dele e sinto q ele tbm gst d mim.
Concentre-se nos padrões, e não nos supostos erros da pessoa. Culpar os outros pelos nossos problemas é muito fácil, e talvez você se pegue dizendo algo como "Odeio quando você deixa as louças sujas na pia", ou seja, colocando a culpa no seu parceiro. Em vez disso, fique atento aos padrões de comportamento do casal — diga, por exemplo: "Quando esqueço de encher a máquina de lavar louça, você costuma deixar as louças sujas na pia, e elas acabam acumulando-se. Como podemos mudar essa situação juntos?".[8]
Não tente reatar um namoro tóxico ou abusivo. Por mais que você se sinta solitária ou entediada após o fim de um relacionamento tumultuoso, tente se livrar desses sentimentos em vez de correr para os braços do seu ex. Os relacionamentos que terminam e recomeçam com frequência costumam se basear em padrões nocivos que não desaparecem. Resista à tentação quando souber que está melhor solteira.
×