Em primeiro lugar parabéns. Parabéns por você ter abandonado quem mais te amava nesse mundo. Parabéns por ter deixado quem dava tudo por você, mesmo sem poder dar. Parabéns por escolher viver uma vida longe de quem te ama, parabéns por esquecer de quem te dava não uma estrela, mas sim uma constelação. Parabéns por você ser tão bom ator já que encenou tão bem o seu papel, e parabéns também por me enganar tão facilmente. Parabéns pela sua capacidade de esquecimento, e parabéns pela força de vontade de ficar comigo.


Nossos especialistas elaboraram durante anos, junto com nossos membros, uma coleção de recomendações e estratégias para ajudar as pessoas que se encontram em circunstâncias amorosa difíceis. Através do nosso artigo gratuito você pode aprender das experiências de milhares de pessoas que passaram por uma situação parecida com a sua e assim aproveitar a possibilidade de reconquistar o amor do(a) seu(sua) ex com êxito. O artigo gratuito “Os melhores conselhos para reconquistar o amor do(a) seu(sua) ex-namorado/marido” e(ou) namorada/esposa, ajuda entre outras coisas, nas seguintes situações:

Você deve ter percebido que aqui no UNIDAS DA FOSSA tem muito conteúdo para superar o ex e seguir em frente, né? Se precisar, você também pode conversar comigo. Quer bater um papo? Inscreva-se aqui em “Consultoria Amorosa”, apoie o UNIDAS para que ele não acabe e nem morra – já que não temos nenhuma ajuda de propaganda e publicidade – e desabafe comigo. Você vai esquecer ele rapidinho. Juntas somos mais fortes.


Muito parecido com o anterior, a ideia é que durante conversas mais longas, você mostre o valor que ele tem. Por exemplo: você pode falar que agora que está longe dele, já não tem quem te ajudar com as tarefas do computador ou com quem conversar sobre as séries. Pense em algo que faça sentido na conversa e aposte nisso para que de forma sutil, mostre que ele foi e é importante.
Expresse seus sentimentos. Livre-se do hábito de culpar o outro por tudo, o que pode deixá-lo na defensiva. É diferente falar: “Estou muito chateado por não ter visto você na festa ontem” e “Por que você não foi na festa ontem? Onde você se meteu?” Em vez de colocar o foco na outra pessoa, concentre-se em você. Seja dono dos seus sentimentos e expresse-os com honestidade na conversa. Pode parecer mais natural culpar ou acusar o outro, mas mantenha o foco em você e nos seus sentimentos.[9]
×