Quando foi embora eu chorei, chorei muito, chorei pra caralho. Achei q minha vida tinha acabado naquele momento, eu me vi dentro de uma caixa escura, sem nenhuma brecha por onde eu poderia escapar, sentir-me afogando dentro de uma caixa pequena com uma tampa com um peso incalculável. Tentei me imaginar sendo feliz sem você e só o q eu via, era eu não conseguindo me prender a mais ninguém, e me via implorando para te ter de volta. Mais aquele sentimento de angustia foi ficando, mais e mais forte até que eu adormeci, no começo achei que não adiantava de nada esse sono repentino, por que até lá esse sentimento me acompanhou. Mas a diferença veio quando eu despertei  com a sensação de que nada havia acontecido, com a mente leve, respiração calma e limpa. Dai apaguei tudo que me fazia lembrar de você, apaguei contato, fotos, musicas, mensagens, te bloquiei, no momento não pensei em nada, só fiz o q meu coração pedia, levantei lavei o rosto e me olhei no espelho e disse a mim mesma: - você nasceu com ele? Você sobrevive de que? De amor? Respira amor? Quando você não conhecia ele você não vivia bem? Então vai morrer agora porque? Dai vi que a dor da sua ausência não me acrescentava mais, q sua ausência não influenciava mais no meu humor. Então eu resolver te desbloquear, pq sua felicidade já não me incomodava mais. Dai eu decidir fazer de mim mesma a minha própria felicidade, e pronto to fazendo isso até hoje! Sinto sua falta? Sim, sinto muito, ainda doi quando me lembro de você, mais sabe como me lembro de você hoje? Lembro de você como uma coisa que foi muuuito boa… Sabe aquela vontade de conversar contigo toda noite? Pois é, ela aparece todos os dias, mas eu vi que Deus não dar a ninguém nenhuma dor que possamos aguentar, e que nenhuma dor dura para sempre, e sim tempo suficiente para que aprendemos a crescer sozinhos..
Saudade não é ex, tampouco amor. Mas a vida da qual abrimos mão por um sonho (ou por um erro) é passado. E de escolhas e de perdas é feita a nossa história. Não há nada que se possa fazer a não ser carregar por um tempo um peso sufocante de impotência: eu escolhi que aquele fosse o último abraço. Agora é outra que se perde em ombros tão largos, tomara que ela não se perca tanto ao ponto de um dia não enxergar o quanto aquele abraço é o lado bom da vida. Da vida que te desemprega mesmo depois de tantas noites em claro e de tantos beirutes indigestos. Da vida que te abre uma porta que você jura ser a certa mas quando resolve entrar descobre duas crianças brincando na sala e uma mulher esperando no quarto. Da vida que te confunde tanto que você quer se afastar de tudo para entendê-la de fora. Da vida que te humilha tanto que você quer se ajoelhar numa igreja. Da vida que te emociona tanto que você não quer pensar. Da vida que te engana. Aquele abraço era o lado bom da vida, mas para valorizá-lo eu precisava viver. E que irônico: pra viver eu precisava perdê- lo. Se fosse uma comédia-romântica-americana, a gente se encontraria daqui a um tempo e eu diria a ele, que mesmo depois de ter conhecido homens que não gritavam quando eu acendia a luz do quarto, não amavam os amigos acima de, não espirravam de uma maneira a deixar um fio de meleca pendurado no nariz, não usavam cueca rosa, não cantavam tão mal e tampouco cismavam de imitar o Led Zeppelin, não tinham a mania de aumentar o rádio quando eu estava falando, não ligavam se eu confundisse italiano com espanhol e argentino, nomes de capitais, movimentos artísticos, datas de revoluções e nomes de queijo, era ele que eu amava, era ele que eu queria.
O tempo ensina, o tempo cansa, amadurece idéias, sentimentos, ameniza dores, esfria emoções, cria expectativas, estressa... mas é fato: ele não espera, ele passa. Não espere pelos outros, procure sincronizar o que lhe faz bem com as vibrações, com as pessoas e com tudo que está no seu tempo. O tempo já traz consigo todas as perdas que acumulamos ao longo da vida, não percamos mais em não viver.
Você precisa ser forte na arte da reconquista, pois mascarar os reais sentimentos para recuperar o amado será uma tarefa difícil e exigirá muito autocontrole. É necessário fazer o possível para realmente sentir-se bem, sair da depressão e ter motivação para seguir com o plano. Se tiver oportunidade de encontrar o ex, este provavelmente será o momento mais complicado, pois você não poderá ter nenhuma recaída sentimental.

Com todas as informações de como superar o ex e de como você tem sim outra opção ao invés de ficar insistindo em quem escolheu seguir sem você; com o recado dado de que você precisará de muita paciência para essa etapa; e também com a dica do trabalho do mestre em reconquistas, Gabriel Vilela, que desenvolveu o único método científico para despertar o hormônio do amor em um ex-namorado ou um ex-marido e fazê-lo relembrar como era feliz com você (clique aqui se ainda não leu. Pode te ajudar muito e trazer o seu ex de volta muito mais rápido), agora vou dividir coisas que eu mesma fiz para voltar com um ex, outras que não conhecia mas que fazem todo sentido – pois se tivesse realizado-as o resultado teria sido diferente – e também os conselhos dos profissionais de relacionamentos que entendem sobre recomeço de namoros e de casamentos. Vamos lá?


“O problema é que precisamos que o campo“ clientnickname ”(este é o nome que atribuímos ao campo) na tabela de clientes esteja relacionado ao campo“ clientnickname ”na tabela de assuntos, com um relacionamento um-para-muitos. impondo a integridade referencial, com exclusão em cascata e atualização em cascata. Fiz tudo o que posso para garantir que não haja registros na tabela de assuntos que não estejam relacionados à chave primária na tabela de clientes, mas que se recuse a impor a integridade referencial. Esse relacionamento sempre existiu neste db até que recentemente notamos que ele foi deletado. Ao tentar recriar o relacionamento, esse é o problema que tive. ”
Boa tarde , eu já não sei oque fazer no principio meu relacionamento era bonito, meu namorado vivia por mim, mais desde que foi fazer a faculdade em outra cidade tudo mudou… Ele não é o mesmo, agora ele tem varias namoradinhas no whatspp dele , e eu pesso para ele parar com isso porque aquilo me magoa, e ele diz se você me ama de verdade mesmo que tranze com outra pessoa você nunca vai me deixar.
Tente se controlar.[10] Quando você estiver com vontade de explodir, culpar o outro ou cultivar pensamentos negativos, pratique o autocontrole. Encontre maneiras de mitigar as emoções ruins e controlá-las quando elas começarem a surgir. Pratique a consciência plena notando quando seus pensamentos ficam negativos, o que os desencadeia e como você libera essas emoções ruins.[11]

Esqueça o passado. Durante uma briga, a tentação para insultar o outro ou fazer comentários injustos sobre o passado pode ser muito grande, já que você sabe melhor do que ninguém como atingir seu parceiro. No entanto, esse tipo de atitude só servirá para deixar todos os envolvidos ainda mais irritados, talvez prejudicando a relação de maneira irreversível. Mantenha o foco no problema atual.[19]
Então né pode ser q pra ele esses 40 dias não foram tão intensos como foi pra vc. E qual seria essa mudança? No meu ponto de vista ele tem algum relacionamento com outra pessoa e ainda não está td resolvido, pode ser q ele ame essa outra pessoa e quer a reconquistar. Fica a dica cai fora experiência própria , parte pra outra vc pode estar sendo usada e se iludindo.
Esqueça o passado. Durante uma briga, a tentação para insultar o outro ou fazer comentários injustos sobre o passado pode ser muito grande, já que você sabe melhor do que ninguém como atingir seu parceiro. No entanto, esse tipo de atitude só servirá para deixar todos os envolvidos ainda mais irritados, talvez prejudicando a relação de maneira irreversível. Mantenha o foco no problema atual.[19]
×