Com todas as informações de como superar o ex e de como você tem sim outra opção ao invés de ficar insistindo em quem escolheu seguir sem você; com o recado dado de que você precisará de muita paciência para essa etapa; e também com a dica do trabalho do mestre em reconquistas, Gabriel Vilela, que desenvolveu o único método científico para despertar o hormônio do amor em um ex-namorado ou um ex-marido e fazê-lo relembrar como era feliz com você (clique aqui se ainda não leu. Pode te ajudar muito e trazer o seu ex de volta muito mais rápido), agora vou dividir coisas que eu mesma fiz para voltar com um ex, outras que não conhecia mas que fazem todo sentido – pois se tivesse realizado-as o resultado teria sido diferente – e também os conselhos dos profissionais de relacionamentos que entendem sobre recomeço de namoros e de casamentos. Vamos lá?
Mas se você se separou ou terminou o namoro e deu um espaço para ele, refletiu friamente nos motivos que levaram a esse rompimento e viu que gosta da pessoa exatamente como é – com todos os defeitos incluídos -, tenho boas notícias: eu acredito sim que é muito possível voltar com o ex. Mas olha só, não minta para mim e nem para você. Se você realmente sente que não vai mais brigar pedindo para o seu ex mudar algo, se você colocou todos os prós e contras na balança, se não está agindo no calor da emoção e se a relação de vocês não tinha absolutamente nenhum indício de um relacionamento abusivo, hoje vou te ensinar dicas comprovadas por pesquisadores do assunto de o que fazer para voltar com um ex-namorado ou um ex-marido.
Pergunto-me se terei um pingo de amor-próprio porque amo um homem egocêntrico, narcisista, individualista. Características que so se tornaram evidentes depois de casarmos. Não sou perfeita mas, uma boa parte das falhas vem dele sim. Já me humilhei, já quase supliquei para que resolvessemos as coisas mas, passamos a vida a discutir e quase sempre por coisas tão banais. Ele diz que me ama mas, já não consigo sentir esse amor. Sinto-me sozinha nesta relação. Estou desesperada. Tudo o que eu mais queria era ter um casamento “normal”, ser feliz ao lado desta pessoa e senti-lo feliz ao meu lado. Estamos casados nem ha meio ano…

Alguns padastros passam por um momento calmo e fácil quando entram em uma família já formada e ligam-se aos seus enteados. Crianças jovens oferecem uma fácil aceitação a um novo membro da família e criam vínculos com seus padrastos. Entretanto, enteados adultos são uma história diferente. Adultos possuem mais dificuldade de aceitar o novo "pai" em suas vidas. O que torna ainda mais complicado consertar um relacionamento problemático com esse tipo de enteado.


Agora é o momento de você mostrar a ele o que perdeu e esta parte precisa ser bem feita, pois é a mais importante do processo. Se você tiver oportunidade de encontrá-lo, capriche no visual e na maquiagem, deixe que ele observe como você está linda e feliz, mesmo solteira. Se o menino achar que você simplesmente não precisa mais dele, irá sentir-se rejeitado e o jogo vai virar ao seu favor.
Meu melhor conselho é que você tem que sentir isso. Geralmente, se você está respondendo emocionalmente às suas mensagens, ela provavelmente está respondendo emocionalmente com a sua. A chave para deixá-la querer mais é encontrar o ponto alto da conversa emocional. Em outras palavras, você precisa manter um olho para uma mensagem de texto que satisfaça as três características.
Se você nunca ouviu falar, essa regra diz que não se pode mandar mensagem, ligar, chamar no WhatsApp ou nas redes sociais – ou seja, não pode falar com ele – durante, pelo menos, 30 dias. E antes que me perguntem de onde eu tirei isso, já adianto que foi com base em muitas pesquisas – de verdade – onde fontes sérias afirmam que sumir do mapa e deixar a pessoa sem notícias suas é FUNDAMENTAL para fazê-la voltar a te desejar.
Ninguém garante nada nesta vida. Mas não vejo muita razão para alguém se preocupar demasiadamente com os ex. Eles já tiveram sua vez. Por alguma razão, não deu certo. Eu sei, eu sei, isso não quer dizer absolutamente nada, os dois podem ter continuado a se amar mesmo assim, eles podem ter deixado arestas por apontar, eles podem ter coisas entaladas na garganta para dizer um ao outro. Brrrrr. Assustador. Mas também é muito provável que, se eles tentarem de novo, vão esbarrar nos mesmos problemas que os fizeram separar. Ex é prato requentado. Quase um parente.
Quanto terminamos desejei à ele toda a felicidade do mundo, e se a felicidade dele agora é conjunta a sua, aproveite ao invés de se incomodar comigo. Se chegamos a conclusão de que deveríamos chegar ao fim do nosso relacionamento, é porque não era pra ser, não tava dando certo, não há necessidade de ser insegura dessa forma! Se estão juntos, por meses, vocês são pra ser, e como você disse na legenda de uma foto dos dois “O que Deus uniu ninguém separa”. Não, eu não quero separar vocês, quem sou eu pra tentar destruir algo que é obra do criador?

Evite o círculo vicioso da exigência e retração. Esse pode ser um comportamento comum em um relacionamento: uma das pessoas traz um assunto à tona (como limpeza da casa, dinheiro ou cuidados com os filhos) e a outra pessoa se retrai imediatamente (cruzando os braços ou se desinteressando imediatamente, por exemplo). Ao perceber esse círculo nas suas brigas, aprenda a barrá-lo logo no começo. Por exemplo, se a reação de retração for cruzar os braços, perceba se você (ou o outro) começa a fazer o gesto e tome uma abordagem diferente. Peça “um tempo para pensar” e volte quando você sentir que pode lidar de modo diferente com o outro.[8]
Quando ambos você concorda com o acima exposto, a comunicação é a chave para corrigir um relacionamento quebrado. Como sabemos, a maioria dos problemas podem ser resolvidos através de comunicação com o seu parceiro. Esta é uma ótima maneira de transmitir os factos ea verdade ao seu parceiro, desde então, ajudar a evitar mal-entendidos e erros que são a principal causa dos rompimentos desnecessários. Além disso, ele também ajuda a oferecer o apoio, ajuda ou perdão uns aos outros que contribuem para melhorar o seu relacionamento. Ambos você precisa se comunicar honesta e abertamente, a fim de evitar mal-entendidos e ego que podem levar a quebrar seu relacionamento.
Além disso, não seja negativa, dramática, carente ou muito apegada. Tudo o que ele precisa é relembrar os pontos positivos de ter você por perto. Por isso, mostre como você está segura, está feliz e faça ele sentir que realmente você é uma nova mulher. Não tenha nenhuma DR, não fale em voltar, não cogite se declarar e nem nada disso. Dê tempo ao tempo. Essa é ainda a primeira de muitas vezes que vocês estarão perto. Não se afobe.
Desde que consegui finalmente encontrar o caminho para a cura dessas feridas do passado, e também desde que aprendi a fazer as pazes comigo, me amar, me aceitar, ser feliz sozinha e não me dedicar mais a amores fracassados, eu senti que precisava dividir isso com outras mulheres que pudessem estar vivendo o mesmo. Eu percebi que tinha que conversar e ajudar quem, assim como eu, já se humilhou por alguém, já deixou de levantar da cama depois de um pé na bunda ou passou horas e horas stalkeando as redes sociais de um ex como se a autodestruição fosse a única saída para tanta dor.

A correria da vida cotidiana muitas vezes é a grande responsável pelos problemas dos relacionamentos. Allen Wagner, terapeuta conjugal e familiar, aconselha: "Frequentemente, quando o casal começa a construir uma vida a dois, a conexão é difícil. Vocês se desdobram para cuidar da casa, da carreira e, muitas vezes, dos filhos — nesse último caso, há também a escola, as roupas das crianças, as atividades extracurriculares, as festas de aniversário, e muitas outras responsabilidades para ocupar a cabeça dos parceiros. Para completar, você também tenta cuidar da pessoa amada e de si mesmo, e lidar com tantos afazeres exige muita organização. Lembrem-se de sempre encorajar o esforço um do outro e de reservar tempo a dois, fazendo planos, sonhando e se concentrando juntos no futuro."
×